sexta-feira, 17 de junho de 2016

Produtor e diretor de Resident Evil 7, revelam novas informações sobre o game


Resident Evil 7 vem dando o que falar, tanto entre os fãs como na comunidade gamer, principalmente pela sua radical mudança de câmera para primeira pessoa, além do retorno da franquia ao Survival Horror. E para da explicações, o produtor do jogo e o diretor vem dando entrevistas, falando sobre o jogo.

Em entrevista concedida ao Gamespot, Masachika Kawata, fala sobre pontos centrais de Resident Evil 7, assim como os mais polêmicos em relação ao jogo.

Quando indagado sobre o trailer do jogo, Kawata, comenta que imagens e presentes tanto no trailer como na demo, foram criadas paras trazem aos fãs a atmosfera dos jogos antigos da série. No entanto o jogo irá tomar proporções maiores.

O produtor também revela que o combate é um dos principais elementos do jogo, e apesar de não presente na demo, o jogo não será uma festa de tiros, e sim de saber as horas de atirar e de fugir, usando os itens e elementos contra os inimigos da melhor forma possível.

Em relação a câmera em primeira pessoa, para Kawata, a câmera trás uma vulnerabilidade aos jogadores, tornando mais intensos os combates e a exploração do cenário do game. 

Retornar ao horror foi uma decisão tomada pela Capcom após ouvir os desejos dos fãs. De acordo com Kawata, os pedidos incessantes e apaixonados da comunidade de RE pela volta do horror fizeram a empresa repensar o que estava sendo feito na franquia até então. Com a adição de novas ideias, eles encontraram uma forma de dar novos ares a franquia Resident Evil

Em uma outra entrevista concedida  ao UOL Jogos, o diretor Koushi Nakanish, que em meados de 2013, a equipe decidiu fazer uma mudança radical na franquia, por conta das pesadas criticas negativas de Resident Evil 6.

Em busca de retorna a franquia ao Survival Horror, em 2014 a equipe de produção já havia dado o sinal verde, para inicio do desenvolvimento de Resident Evil 7, já com a decisão de inserir no game a câmera em primeira pessoa, já com planos de envolver interação com periféricos de realidade virtual. 

Kawata, produtor de RE7 que também concedeu entrevista ao UOL Jogos, acreditam que a imersão proporcionada pela realidade virtual aguça todos os sentidos do jogador, tornando-o mais suscetível a se assustar e vivenciar a experiência de forma mais intensa, algo que é potencializado pelos sons do jogo, que com a VR aumentam a sensação de insegurança. 

Os desenvolvedores também deixarão bem claro, que Resident Evil 7 é um jogo voltado para o uso da realidade virtual, e que cabe ao jogador escolher de que forma quer vivenciar o jogo. 

Resident Evil 7 se passara logo após os eventos de RE6 e será lançado para PS4 (com suporte ao PlayStation VR), Xbox One e PC em 24 de janeiro de 2017.  

Fonte: Gamespot e UOL Jogos
Share: